Pular para o conteúdo principal

"Nada Mudou", novo single da banda Verdade Prática lançado na Web Rádio Fronteira

F
oi lançado hoje na programação da Web Rádio Fronteira, o novo single da banda Verdade Prática “Nada Mudou”. O irmão Ruffles Brandon, vocalista e guitarrista da banda, fala um pouco sobre o novo lançamento.
“A proposta inicial da ‘Nada Mudou’, era só voz e violão e anos depois resolvemos substituir o efeito, mudar a cara da musica para se adequar a cara do CD ‘Nosso Mundo’, que veio com o instrumental um pouco mais pesado para se conectar com o restante das músicas. [...], É uma das mais antigas do CD, uma das primeiras letras a ser feita. Um pouco depois de ‘Como Mudei’, [...]. A Nada Mudou, surgiu em um período em que a gente olhava para as pessoas e achava em que nada ia mudar e esperávamos uma mudança, não só uma mudança de vida, mas uma mudança da alma, uma mudança geral, surgindo através de um período em que nada mudava e resolvemos buscar um outro público, uma outra voz, um público diferente para estar expressando esse pensamento.”
A música foi lançada no programa Tarde Jovem na apresentação de Aguiberto Dantas, o Ruffles não pôde participar do lançamento, devido a assuntos particulares, mas a Elis Brandon, sua esposa e baixista da Verdade Prática, falou em mensagem que em breve os ouvintes da Fronteira e os que seguem o trabalho da banda, terão muitas novidades esse ano. “Nada Mudou”, encontra-se disponível nas principais plataformas digitais.

Clique AQUI e ouça o single em primeira mão.

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas

Introdos

A Introdos teve seu embrião numa banda que tocava todo domingo no antigo Culto do PA, que existia na antiga Igreja Renascer em Cristo, onde os jovens se reuniam para tocar Rock n’ Roll.  Isso aconteceu durante o ano de 2008, na cidade de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro. Porém, ao fim desse ano, a banda foi desfeita e alguns membros remanescentes se reuniram para dar início a um novo projeto, que tinha a intenção de explorar um som mais pesado e produzir canções autorais voltadas para evangelismo. A primeira reunião se deu em 13 de janeiro de 2009 e contou com a presença de Igor Motta (vocalista), Juninho (guitarrista) e Daniel Santana (baterista). O vocalista Ricardo da Cruz (Sim, a Introdos teria dois vocalistas) e Rubão (baixista), não conseguiram chegar à reunião nesta data, devido a imprevistos profissionais. Depois de alguns ensaios com os cinco, a banda acabou se estabelecendo como o trio que foi na primeira reunião e adotou o nome INTRODOS, em homenagem a uma

Sentido Inverso

O projeto de pregar através da música, e mais especificamente através do rock, nasce em 2003, através do chamado recebido pelo baixista Igor Titillo. O objetivo dessa missão é levar o evangelho aos corações duros à pregação, porém abertos à música, se valendo dessa estratégia para cumprir assim o "ide" de Jesus (Yeshua). Nessa fase a banda chama-se “Banda Primus” e juntam-se a ele seus primos Leandro Velloso no teclado e voz e Léo Velloso na bateria. No meio dessa estrada, o baterista Léo Velloso deixa a banda e em seu lugar entra a Priscila Moraes. Essa fase dura até aproximadamente, o ano de 2010, quando os músicos precisam seguir por rumos pessoais e profissionais diferentes, porém sem nenhuma desavença, mantendo os laços de família e de amizade que sempre tiveram. Ainda se sentindo incomodado por não estar cumprindo o seu chamado, o baixista Igor procura reformular o ministério a fim de seguir no cumprimento de sua missão. Em 2014 surge a idéia do nom

O Primeiro Natal

De César Augusto o decreto Para um recenseamento Marcou-se bem o evento Daqueles dias frenéticos Do nascimento profético De Jesus, o Salvador Que numa história de amor Em Belém da Judéia nasceu Sendo um menino judeu Que o mundo encantou   Maria estava grávida Saindo para a Judeia Partindo da Galileia Em longa viagem ávida Cansativa e dramática Com José o seu marido Que muito comprometido Em cumprir uma ordenança Pelo caminho avança Para ser bem sucedido   E tendo em Belém nascido Seu filho, o primogênito Não teve um aposento Para um descanso merecido Mas em seus braços protegido Foi envolvido em panos Deus no meio dos humanos Muito humilde e pacífico Da vida sentiu o risco Mas em tudo soberano   Nem sequer uma hospedaria Para proteger meu rebento De tão pobre nascimento? Talvez pensasse Maria No meio da estrebaria Cogitando alguns planos Envolvendo Jesus em panos A mãe noviça e amadora Deitou-o numa manjedoura Protegendo-o do abandono   Mas em outro lugar bem perto Outro evento acontec